domingo, 16 de junho de 2019

3 em 1

   Delegação do Reumatismo fazendo festa na viagem de ida para Itapetininga, neste sábado que passou.
   Nesta delegação estava o também fundador do Reumatismo sr Ismael de Oliveira, que jogou por alguns minutos e não decepcionou.
   Lá em Itapetininga, vendo nosso time jogar, teve uma consulta para voltarmos para lá ainda neste ano, para enfrentar o Veteranos de Itapetininga. As negociações foram abertas e a possibilidade é muito grande que isso aconteça.
   O que chamou atenção neste jogo, foi a situação do gramado. Acredito que no Brasil, nem nas modernas Arenas, o estado do gramado esteja no nível deste da Associação de Itapetininga. Estado perfeito, corte da grama maravilhoso, marcação do campo fenomenal, deu gosto de pisar neste brilhante gramado. Estão todos de parabéns, e foi nos dito que na cidade tem pelo menos 5 gramados nesta condição. Será?
   Para quem joga a distâncias monstruosas, tipo 14.000 km, 12.000, jogar em Itapetininga foi molezinha, ida e volta deu 312 km. Mas, as dificuldades de montar o elenco para esse confronto foi muito grande. Teremos que repensar nosso elenco, reestruturar a ideia que sempre funcionou bem, mas o que é bom pode ser melhorado, e assim faremos. Jamais o Reumatismo deixou de jogar, jamais entrou em campo com 10. Neste sábado tivemos que por em campo nosso treinador, ex atleta Ismael, trocar o Joaquim para engrossar o banco de reservas, tudo para manter seu nome de forma intocável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário