sábado, 16 de março de 2019

Intervenção Militar Constitucional

   Vou explicar para quem quiser, o que é uma Intervenção Militar Constitucional.
  É um ato legal, previsto na Constituição. Está em todas as constituições, inclusive na nossa, no artigo 142. Significa que quando uma instituição está corrompida, doente, caso das nossas, as forças armadas devem intervir, sanear. e depois volta a vida na normalidade. Ou seja é tão comum como tomar um copo d´aguá. Só que a nossa mídia, como quase toda ela é comunista, coloca que uma intervenção militar, é sinônimo de Regime Militar. No Paraguai, o presidente anterior, quis dar um golpe, as forças armadas interviram e deram um pé na bunda dele, em 60 dias, convocaram outra eleição e o país cresceu 12% no último ano. Em Honduras a mesma coisa "aquele idiota do Zelaia", aquele tranqueira abominável "amigo do Luladrão" queria dar um golpe e as forças armadas junto com o povo deram um belo pé na bunda dele. Me lembro que toda a imprensa brasileira disseram nos dois casos eram golpes. Ou seja a imprensa brasileira é pior que o PT, se é que é possível.
   Quando uma pessoa põe no cartaz "Intervenção Militar, já" ele não quer ditadura, ele quer que as forças armadas intervenha e cumpra seu papel.
   Vou citar 2 casos que em qualquer país do mundo, as forças armadas teriam cumprido seu papel.(1º) -  no caso dos correios, na releição do Luladrão, as correspondências do PT chegou a tempo nas casas dos cidadãos e dos demais partidos só depois. Isso já é caso de intervenção militar, as forças armadas deveriam ter interferido e colocado cada um em seu devido lugar, não interessa em qualquer chiqueiro fosse.
   (2ª) No caso do mensalão, quando o STF concluiu que ouve pagamento a votos que aprovasse emendas, as forças armadas deixou de cumprir seu papel, teriam que meter na cadeia todos os políticos envolvidos e destituir a suprema corte.
   A principal finalidade das forças armadas é ficar vigilante à todas as instituições, isso está escrito na nossa carta magna.
   Aliás, motivos não faltam, nenhum presidente pode emprestar dinheiro para nenhum país, sem passar pelo crivo do congresso nacional, veja que a Dilmaburra fez com Cuba, e que o Luladrão fez com a Venezuela, Honduras etc,
   Eu fico em dúvidas se as forças armadas existem, pois a onde ela estava quando aconteceram tais fatos.
   A última posição do STF nesta semana, tirando poderes da Lava Jato e passando para Supremo Tribunal Eleitoral, nos casos de crimes comuns, lavagens de dinheiro e caixa 2. É motivo claro para uma intervenção militar.
  Espero que isso ocorra, ou que o presidente Bolsonaro intervenha com uma PEC, só assim será restabelecido a ordem no país.
  Com tristeza afirmo que essas são nossas únicas saídas ou o povo em massa marchar contra esse bando de malacabados que estão no STF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário