sábado, 13 de janeiro de 2018

Quem tem história conta

Quando falamos que o Reumatismo foi fundado com o objetivo de reunir amigos uma vez por semana, colocar o papo em dia e fazer o que mais gostam, que é bater uma bolinha, além de trazer cultura de dentro e fora do país, várias pessoas pediram exemplos de cultura.
  São vários exemplos:
1º) Cultura culinária mexicana é um exemplo. Ela é totalmente diferente da nossa "brasileiros". Na questão da pimenta, das verduras, o arroz em salada, o camarão, o café, os sucos etc.
2º) O mar do Pacífico, o oeste mexicano é coisa divina, "Los Cabos", os cassinos mexicanos, cidades onde chovem 1 hora por ano. A rede hoteleira, cultura musical, a língua, as praias das ilhas caribenha, o fuso horário bastante diferente dentro do mesmo país. Museus, aeroportos, igrejas, a própria Cidade do México, embarcações gigantescas, o deserto, etc
 3º) Portugal nossa pátria mãe, Lisboa, o Algarves, Porto, Fátima etc. O bacalhau, as universidades, o carinho pelos brasileiros, As igrejas históricas, grandes rodovias, Museus, Teatros, etc
  Vou parando por aqui, pois a vontade de estar lá é muito grande.
  O Reumatismo jogou em estádios históricos, venceu times importantes, em pelo menos três continentes. Muitos saíram do país pela primeira vez, estreou seu passaporte viajando pelo maior de todos, alguns conquistaram títulos internacionais, outros viram o topless pela primeira vez. Estivemos no Marrocos, em Marrakech, uma cultura milenar. Nesse caso estamos falando da África, pergunto: Quer cultura adquirida mais importante do que essa?
  Vou parando por aqui, pois os exemplos são milhares. Por isso e por outras que o Reumatismo é um clube diferente, e é conhecido não por nós, mas como o "Maior de Todos".  

Nenhum comentário:

Postar um comentário